FESTA, TEATRALIDADE E ESCRITA. ESBOÇOS TEATRAIS NO CANCIONEIRO GERAL DE GARCIA DE RESENDE

FESTA, TEATRALIDADE E ESCRITA. ESBOÇOS TEATRAIS NO CANCIONEIRO GERAL DE GARCIA DE RESENDE (Libro en papel)

Editorial:
UNIVERSIDADE DA CORUÑA
Año de edición:
Materia
Música y danza
ISBN:
978-84-9749-055-9
Páginas:
224
Encuadernación:
Otros
-5%
15,00 €
14,25 €
IVA incluido
Disponible en 10 días
Comprar

É na sua dupla face de monumento poético e testemunho documental da vida palaciana durante um período que abrange tres reinados (o de D.Afonso V, D.Joao II e D. Manuel) que a compilaçao feita por Garcia de Resende se assume como obra de referencia indispensável para o estudo dos finais da Idade Média e a chegada dos novos ares renascentistas a Portugal. Divisa-se nela o que era o viver na corte lisboeta em tempos de crescente luxo e progressiva afirmaçao internacional, com a celebraçao de actos festivos que na sua deslumbrante espectacularidade se tornam amiúde símbolos do poder régio. Momos, entremezes, arremedos e outras representaçoes aludidas ou plasmadas na escrita do Cancioneiro Geral evocam-nos um ambiente lúdico e, ainda, certos elementos aspectuais que irao adquirindo uma forma mais estruturada e dramaticamente coesa na sua junçao de visual e oralidade.

Um olhar sobre alguns textos inseridos nesta colectânea de 1516 parece incontornável quando se fala da (pré-)história do teatro portugues.