FÍGADOS DE TIGRE. PARODIA DE MELODRAMAS

FÍGADOS DE TIGRE. PARODIA DE MELODRAMAS (Libro en papel)

Editorial:
UNIVERSIDADE DA CORUÑA
Año de edición:
Materia
Teatro
ISBN:
978-84-9749-068-9
Páginas:
280
Encuadernación:
Otros
-5%
15,00 €
14,25 €
IVA incluido
Disponible en 10 días
Comprar

A peça Fígados de Tigre de Francisco Gomes de Amorim estreou-se, sob o título do Melodrama dos Melodramas, em Lisboa a 31 de Janeiro de 1857.
É esta a primeira ediçao crítica desta peça, que, antecedida de um amplo estudo introdutório, aspira, para além de contribuir a uma necessária revisao crítica desta obra, a resituar o seu autor no panorama literário do seu tempo.

Em Fígados de Tigre, a intençao paródica aparece já no próprio título, sendo um texto complexo onde o jogo irónico que o autor propoe no que propriamente é texto teatral, esse jogo metaliterário em que se satiriza um tipo de teatro, um tipo de personagens ou de situaçoes (propositadamente subvertedoras das convençoes teatrais românticas), segue-se nas Notas, dominadas pelo discurso, também desmitificador, que o autor constrói a respeito das personagens mitológicas e os seus factos (com o que isto pressupoe de esbatimento das bases referenciais eruditas em que assentava o mundo literário-cultural em que o autor se insere). Deste modo, as Notas vêm reforçar aquele carácter de auto-reflexao, de crítica do teatro dentro do próprio teatro, que é um dos elementos definidores do Melodrama dos Melodramas.